Sobre Nutrição

Busca


Área restrita do paciente:  

 
E-mail: Senha:  Esqueci minha senha!
 

Nutrição Esportiva

Cãibras

Cãibras musculares são contrações musculares involuntariamente. Normalmente acontecem após exercícios físicos e podem desencadear outros tipos de lesões. Existem diferentes teorias para explicar como e porque as cãibras musculares surgem. As causas podem ser os metabólitos tóxicos produzidos no organismo, desidratação e perda de sais, fatores ambientais e deficiência de carboidratos na dieta.

Metabólitos tóxicos
Durante o exercício, o fígado tem sua atividade reduzida e, conseqüentemente, a transformação de amônia em uréia (para ser eliminada pela urina) é muito menos intensa do que em condições de repouso. Portanto, há um maior acúmulo de amônia próxima às fibras musculares, e devido a sua toxicidade pode levar ao estabelecimento de cãibras musculares. Outra substância tóxica ao músculo é o ácido láctico resultante do metabolismo de carboidratos durante exercícios anaeróbios. A presença de ácido láctico aumenta consideravelmente a acidez neste meio, podendo afetar profundamente o funcionamento das fibras musculares e causar, entre outros distúrbios, as cãibras musculares.

Desequilíbrio Hidroeletrolítico
A teoria da desidratação sustenta-se na afirmação de que o suor liberado durante o exercício físico representa uma perda de água tão considerável, que pode provocar desequilíbrio nos fluidos corporais e assim interferir no mecanismo contrátil dos músculos, provocando sua contração súbita. O sódio é um mineral importante na iniciação dos sinais nervosos que levam ao movimento nos músculos. Por isso, um déficit desse elemento mais uma leve tensão e um movimento subseqüente podem fazer o músculo se contrair e se contorcer incontrolavelmente. Consumir bebidas esportivas que contêm uma quantidade adequada de sódio é uma maneira sutil de repor o sódio. Um copo de isotônico (200 ml) contém 90 mg de sódio, a mesma quantidade de sódio em um copo de leite ou fatia de pão. Com relação a outros minerais como potássio, cálcio e magnésio; as suas concentrações no suor são baixas quando comparadas com as de sódio e cloreto. Além disso, eles são facilmente repostos com a dieta e, conseqüentemente, um déficit desses minerais é raro.

Calor
Em temperaturas muito elevadas (39 ou 40º C), as reações químicas que geram a contração muscular se tornam tão intensas, que poderiam chegar ao ponto de tornarem-se involuntárias. Já no caso de temperaturas muito frias, o organismo produz a constrição dos vasos sangüíneos para diminuir a perda de calor e conseqüentemente, leva a um prejuízo de fluxo sangüíneo para os músculos, desencadeando as cãibras.

Segue abaixo algumas recomendações de prevenção das cãibras:

  • Mantenha uma hidratação adequada antes, durante e após a atividade;
  • Reponha o sódio durante os intervalos de exercícios pesados e transpiração abundante, com uma bebida esportiva/isotônica;
  • Consuma uma quantidade adequada de carboidratos para evitar a utilização da massa muscular como forma de energia, pois a deficiência de carboidratos durante o exercício pode provocar a oxidação de proteínas, liberando substâncias tóxicas;
  • Descanse os músculos após um treino intenso.
     

 
 

Importância de conciliar a nutrição com atividade física

 
 

O exercício regular só trará benefícios se houver também uma alimentação equilibrada.

Mais
 

Recuperação pós-treino

 
 

A alimentação após o exercício vai definir a sua performance nas próximas sessões treino. Saiba como se alimentar de forma correta.

Mais
 

Condutas nutricionais para uma prova de IRONMAN

 
 

Dicas de Alimentação e Hidratação

Mais